A real face do Hospital do Fundão

620x350fundao

Ah se todos os dias fossem como aqueles onde o Hospital Clementino Fraga Filho (Hospital do Fundão) respirava livremente. Após o furor de sua construção, os 13 andares – mais o subsolo – revelavam a aspiração de um grande polo de fomento à pesquisa e realização de diversas cirurgias e consultas. Para muitos dos funcionários da instituição o que resta é o sentimento de nostalgia e tristeza. A passos largos a unidade caminha cada vez mais ao fechamento que se intensificam com o não repasse de verbas do Sistema Único de Saúde (SUS), seu principal mantenedor.

São cerca de mil atendimentos diários em especialidades, muitas vezes, que apenas o hospital trata em todo o estado. Na prática, são cidadãos que poderão ter seus tratamentos interrompidos sem a segurança e certeza de que os mesmos serão continuados em outra unidade.

A edição 1144 do Jornal do Sintufrj traz um grande relato sobre a questão de um dos maiores hospitais de todo o estado, mostrando face a face todos os detalhes das mazelas as quais a querida unidade de saúde passa no momento. Clique aqui e leia a matéria completa.

Anúncios

‘Ebserh não é solução para os problemas dos hospitais’, diz Eduardo Côrtes

Dr. Eduardo Côrtes, diretor do HUCFF. Foto: Renan Silva

Dr. Eduardo Côrtes, diretor do HUCFF. Foto: Renan Silva

O diretor do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), Eduardo Côrtes participou do debate sobre os HUs que antecedeu à assembleia do dia 30. Ele expôs os graves problemas da unidade e as iniciativas adotadas para contornar a situação, como mobilizar a comunidade e a sociedade para que o hospital retome a sua condição de referência nacional.

Para o diretor, o grande objetivo de sua gestão está voltada para reerguer a unidade se concentra em uma reforma administrativa grande e em iniciativas políticas que vão além da UFRJ e chegam na sociedade. Durante o encontro com os servidores da UFRJ, Côrtes enfatizou que a entrada da Ebserh não irá salvar os hospitais federais. “A Ebserh não é solução para os problemas dos hospitais das universidades federais, que começaram quando o governo parou de orçamentá-los”, disse o diretor.

A matéria completa do debate sobre os hospitais universitários estará disponível na versão 1224 do Jornal do Sintufrj.