Após discussão acirrada, Consuni mantém calendário acadêmico.

Estudantes ocupam Consuni (11/5/2015). Foto: Renan Silva

Estudantes ocupam Consuni (11/5/2015). Foto: Renan Silva

Após a aprovação no Conselho de Ensino e Graduação (CEG), o Conselho Universitário da UFRJ (Consuni) rejeitou o pedido de paralisação do calendário acadêmico. A decisão foi obtida na sessão desta quinta-feira, 11 e teve base no parecer da Comissão de Ensino e Títulos (CET) do Consuni. A sessão foi marcada pela presença em massa de alunos da Universidades e de servidores técnico-admnistrativos.

Apesar da não suspensão do calendário, o Consuni aprovou que, após a greve, será garantido o direito à avaliação, reposição e revisão de conteúdos, como também a adequação do calendário para cumprimento dos procedimentos acadêmicos-administrativos da UFRJ.

Clique e veja a galeria de imagens do evento.

Anúncios

Galeria: Consuni (11/6/2015)

Nesta quinta-feira, 11, estudantes da UFRJ estiveram no Consuni para se posicionar perante a possibilidade de paralisação das aulas na Universidade.

Veja as imagens: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

.

Consuni aprova pedidos de estudantes que ocupam Reitoria

Estudantes da UFRJ ocupam Consuni.  Foto: Silvana Sá/Adufrj

Estudantes da UFRJ ocupam Consuni. Foto: Silvana Sá/Adufrj

Em sessão extraordinária convocada pelo reitor Carlos Levi, o Conselho Universitário aprovou integralmente as propostas formuladas pela Comissão de Assistência Estudantil. Os estudantes ocupam a Reitoria da UFRJ desde o dia 14 de maio para reivindicar assistência estudantil e o pagamento dos trabalhadores terceirizados, conquistaram uma grande vitória nesta quinta-feira, 21.

Entre as propostas aprovadas estão desde condições básicas para a moradia (como aquisição de caçambas de lixo para a Residência estudantil e sua desratização; abertura de salas de estudo, biblioteca e sala de informática) até medidas mais complexas, que passaram sem problemas de polêmica no Colegiado, como a conclusão de obras do bloco feminino previstas para outubro de 2015.

Outras reivindicações, como diretrizes para ocupação dos 252 quartos deste bloco, com definição de prioridades; a celeridade das obras do complexo residencial ao lado do CCMN, realização de pregão dos restaurantes universitários dos campi da Praia Vermelha e Macaé; criação de comissão para viabilizar alternativa de alimentação para estudantes de unidades isoladas e de Xerém; cumprimento da decisão 01/2015 do CEG sobre o uso do nome social nos registros acadêmicos ou funcionais e documentos internos da UFRJ e publicação imediata de errata dos prazos do edital de seleção para a bolsa auxílio e moradia e encaminhar para o CEG a apreciação dos estudais para o segundo semestre, também tiveram aprovação no Conselho.

Por Regina Rocha e Daniel Outlander.